17fev

Vida que desejo x vida que mereço

Tenho falado muito sobre isso com as pessoas que trabalho, como pastor e como coach tenho observado que uma das maiores queixas das pessoas são o estado atual da sua vida, não existe contentamento em alguma área e logo essa afeta outras partes da vida.

A verdade é que temos a vida que merecemos e não a que desejamos, o resultado de que tenho e o que sou é resultado de um tremendo esforço que fiz ao longo de minha vida, se sou casado e meu casamento é bom ou ruim, eu mereço isso, pois fiz tudo o possível para ele ser o que é!

Meus filhos se tornaram o que eu mereci, pois dei o tempo que consegui, conversei sempre que pude, a vida financeira que tem se está boa ou ruim é resultado das aquisições que fez e por aí vai. TEMOS A VIDA QUE MERECEMOS.

 

Dois irmãos gêmeos tinham um pai alcoólatra.

Ao crescerem, um deles se tornou alcoólatra também.

Quando lhe perguntaram o que o tinha levado ao álcool, ele respondeu:

“O meu pai me deu mau exemplo”.

O outro irmão gêmeo também cresceu e jamais se deixou dominar pelo álcool.

Quando lhe perguntaram como tinha se mantido longe do vício, ele respondeu:

“O meu pai me deu mau exemplo”.

Os dois tinham o mesmo sangue. A mesma cara. O mesmo pai. A mesma idade. A mesma criação. O mesmo exemplo. Os mesmos problemas.

Mas não fizeram as mesmas escolhas pessoais.

Um escolheu ser vítima. O outro escolheu ser livre.

 

Somos resultado de nossas escolhas, nós decidimos e por isso somos merecedores dos frutos de nossas decisões, sejam elas boas ou ruins.

 

Quero trazer um exemplo que a Inteligência bíblica nos ensina, a vida que você merece ou deseja passa pela suas escolhas.

Na parábola das 10 virgens em Mateus 25: 1-13 nos mostra o resultado dessas escolhas e quais consequências elas levaram.

 

Dez virgens com as mesmas características, mas a bíblia destaca que 5 eram ajuizadas, e 5 sem juízo (ímpias, incrédulas). Elas estavam se preparando para a chegada do noivo, tinham que estar em determinado lugar com suas lâmpadas acesas, tinham que estar preparadas para receber o noivo, 5 delas entenderam que pode existir contratempos, então levaram óleo reserva, levaram vasilhas, se planejaram pois essa era a chance da vida delas. As outras também sabiam da importância mas deixaram para ajustar as necessidades no momento em que elas apareciam. vamos pontuar aqui as atitudes delas.

 

As ajuizadas tinham lamparinas assim como as sem juízo, porém sabiam para onde estavam indo, o local onde iriam era difícil de se encontrar o oleo que as mantinham acesa, logo se prepararam para isso e levaram vasilhas e mais óleo.

 

As sem juízo apenas se importaram com o momento, logo saíram apenas com o necessário.

As com juízo pegaram vasilhas e encheram de óleo. (imprevistos podem ocorrer, se preparem para eles)

As sem juízo não pegaram vasilhas nem óleo. ( se precisar damos um jeito)

O cansaço vem, ambas dormiram, descansar é importante mas somente descanse quando tudo estiver em ordem. Muitos descansam sem ter em mente o que precisa ser feito, não deixe para fazer amanhã o que tem urgência e precisa ser feito hoje.

 

Quando acordaram aos gritos que o noivo estava chegando o desespero veio, pois o oleo estava no final. Partiu pedir emprestado para as que estavam preparadas.

Contar com o recurso dos outros sem aviso prévio não é uma boa idéia, elas viram que as outras tinham e foram pedir emprestado, mas o que elas tinham era o suficiente para elas chegarem no destino delas.

 

Imagine que carregar as vasilhas com óleo não é uma tarefa fácil, era pesado, desajeitado, mas como sabia que era necessário assim fizeram.

As outras preferiram ter uma viagem mais leve, sem peso, sem responsabilidade no começo, porem isso no final fez falta. (não prefira o alívio do momento, se sabe que para onde está indo isso poderá te fazer falta.)

 

As ajuizadas sabiam desde o começo para onde iriam, as sem juizo tambem!

A diferença e que 5 delas se prepararam para o destino que desejaram e cumpriram o que precisava ser feito, as sem juizo sabiam mas preferiram dar um jeitinho.

 

O prazo era longo, elas presumiram que teriam tempo.

Quando o prazo para uma tarefa que temos é considerado longo para sua conclusão a grande maioria tem o comportamento de deixar para concluir no final do prazo, às vezes dá certo, outras vezes não.

Se o professor lhe der um prazo de 6 meses para concluir um trabalho escolar a tendência da maioria é deixar para que ele seja executado nos últimos dias, o que torna a vida do estudante muito estressada por ter um prazo reduzido, aí pede mais tempo, vem as desculpas e por aí vai.

 

Não deixe a vida te levar, se prepare para isso! Todos temos uma ideia de onde queremos chegar, então se prepare e aja!

 

Se quer chegar a vida que deseja, torne isso possível através de ações no dia de hoje! Quer a vida que DESEJA? MEREÇA ela!

 

 

Mailson Müller Brandão Mailson

ABOUT THE AUTHOR

Mailson Müller Brandão Mailson
Mailson Brandão é Pastor, coach em inteligencia multifocal. Sim! Você pode e merece ter uma vida extraordinária!
COMMENT (1)
Mailson Müller Brandão Mailson
Mailson Müller Brandão Mailson / 28 de março de 2018

LEgal

Leave A Comment