09set

Relacionamento em crise por causa das finanças?

É final de mês, você está em casa tranquilo, quando passa pelo rack da sala e vê a correspondências, no meio está a fatura do cartão de crédito, quando abre, pronto leva aquele susto pois o gasto foi além do que você estava esperando, logo pensa a mulher/marido exagerou novamente, aí parte para aquela conversa desagradável. Se serve de consolo você não está só.

Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) evidenciou alguns fatos perturbadores.

Na opinião das mulheres casadas, o motivo mais citado para brigas dentro de casa é a forma como elas e seus cônjuges gastam o dinheiro, mencionado por 37,5% das entrevistadas.

Que dado interessante, mas olha o restante da pesquisa:

31,5% citaram também que a falta de dinheiro é causa de muitos desentendimentos no lar.

Ou seja, dinheiro ficou à frente de divisão de tarefas domésticas (25,7%), ciúme (19,6%), forma de educar os filhos (17,1%), bebidas e cigarros (14,6%).

A má gestão dos recursos financeiros tem levado muitos casamentos a falência literalmente, por não haver controle, dialogo, orçamento, disciplina e controle das compras por impulso, vou falar sobre alguns desses aspectos melhor abaixo.

Nada que uma boa conversa, um dialogo saudável não resolva, ou ajude a resolver.

O dinheiro sem dúvida nenhuma é muito importante dentro da relação e por estar tão presente é causa de desavenças e intrigas, muitas delas seriam evitadas se as pessoas simplesmente olhassem para as outras e conversassem, se expor diante dessa circunstancias é melhor que se privar, ou em alguns casos esconder achando que o problemas se resolverá sozinho, acredite não vai.

Esse assunto ainda em muitos casos ainda é tratado como um tabu, valores que são herdados de seus pais, e que são levados para suas famílias. Criar o habito de conversar sobre o assunto é um passo importante para que haja comprometimento de ambos, certamente essa pratica tornará a relação mais forte.

Lembre-se a falta de dialogo dentro da relação por si só já é um enorme problema, e quando o assunto envolve dinheiro o problema é potencializado.

 O que fazer então? Planeje, faça um orçamento.

Sempre quando vou prestar uma consultoria nessa área a primeira pergunta depois de expor suas dificuldades, “Quanto você gasta por mês?” A resposta na maioria esmagadora das vezes é: Mais ou menos.

É necessário saber com exatidão onde vai seu dinheiro, ele não some, você pode ter certeza que ele está indo para algum lugar, a questão é: Onde? A resposta para isso se chama orçamento, sim uma simples planilha que você pode encontrar na internet, se quiser uma disponibilizo deixe seu e-mail na caixa abaixo que te encaminho.

É nessa planilha que você vai descobrir onde ele está “sumindo” ali estará discriminado de forma clara onde estão indo suas despesas e quanto tá entrando de receitas, fruto de seu trabalho.

Um diagnostico realista é feito em cima desse orçamento, pois ali é possível ver o que pode ser reduzido e muitas vezes cortado. O planejamento financeiro passa por essa porta, uma vez claro isso podemos traçar metas e objetivos futuros. Fazer uso dessa ferramenta colocará suas finanças em outro nível. Use-a!

No principio pode parecer difícil e complicado, porem com disciplina voce vencerá esse obstaculo e discussões sobre esse tema ficarão sem sentido.

Vamos colocar em prática? Clique aqui e receba sua planilha totalmente grátis!

Onde você gasta seu dinheiro? Reveja seus hábitos.

Mudança é sempre difícil, nunca gostamos de mudar, queremos muito o resultado dela, mas para alcança-la é necessário rever nossos conceitos, e mudar nossos hábitos!

Fica mais fácil quando temos um motivo para isso, o caso aqui é diminuir as discussões entre o casal que estão relacionadas com o dinheiro, a família é importante por isso esse esforço vale muito a pena.

Nessa etapa será necessário alguns cortes, e para isso ambos precisam estar em consenso, dialogando sobre o assunto, deixando claro que cortes serão necessários, e por um momento ambos terão que deixar de fazer o que gostam pelo bem da família.

Mas como fazer isso? Vimos no item anterior o orçamento, discrimine de forma bastante clara os gastos individuais de cada um, Salão, pescaria, etc. A questão aqui não é cortar seus Hobbies ou serviços necessários, mas por um momento diminuir a intensidade encontrando formas alternativas. Lembre-se que essa tarefa é um esforço em conjunto, ambos terão que se esforçar.

Veja mais dados sobre a pesquisa que citamos no inicio:

A pesquisa citada mostrou que os principais gastos do público feminino são com roupas e calçados (60,9%), produtos para cabelo (45,9%), itens para cuidados com a casa (39,4%), perfumes (37,5%), alimentação fora de casa (32%), lanches, doces e salgadinhos (28,6%), roupas íntimas (26,7%), cremes (22,8%), salão de beleza (21,1%) e contas de celular (20,8%).

Certamente parte dessa realidade está acontecendo em suas finanças, faça esse remanejamento com cuidado e conseguirá obter resultados fantásticos.

Nada de compras escondidas

Veja o que a pesquisa diz: 3 em cada 10 mulheres entrevistadas têm o hábito de esconder compras feitas, principalmente roupas (11,5%), cosméticos (9,5%), comida (6,2%) e sapatos (5,4%).

Se isso for uma prática comum para você, isso poderá ser um problema, pois certamente terá dificuldade em se abrir com seu marido sobre o tema.

Pilares como confiança e cumplicidade devem ser praticada sem moderação entre o casal, pois a mentira afeta frontalmente esses pilares, e uma vez não tratados será fator decisivo para que o orçamento não funcione, bem como a relação do casal.

Mais uma vez o dialogo tem que ser sincero, definir quais são as prioridades da família e se esforçar para colocar ela em prática.

Vocês precisam de caminhar em acordo 

Família precisa ter consenso, é abrir mão em favor do parceiro e ter a consciência que a minha felicidade depende da felicidade do meu conjugue. Esse ponto precisa estar claro, e muito claro! Muitos casais enfrentam problemas no relacionamento e isso inclui o financeiro por não haver consenso em suas decisões, elas são tomadas pensando em apenas uma das partes, e isso é a receita do fracasso mais cedo ou mais tarde essa atitude, essa prática vai mostrar seus efeitos nada agradáveis.

Isso não quer dizer que vai interferir na sua individualidade, afinal de contas nossas necessidades são diferentes de nosso conjugue, por isso é altamente aconselhável que no orçamento tenha um valor destinado para esse fim, não entrando em detalhes mas um valor para que seja gasto com aquilo que cada um ache importante, porem esse valor tem que estar dentro da realidade do orçamento.

Essa ação, repito ação tornará suas finanças controláveis, agregada ao que falamos até agora, e evitará futuros conflitos. Tem dúvidas? participe de nosso grupo no face clicando aqui!

Vamos as compras?

O Supermercado, dentro de seu orçamento ele ocupa um lugar de destaque, a pesquisa também mostrou que é no supermercado onde ocorre os maiores gastos com compras pessoais, com 60,3%.

Nunca vá ao supermercado sem uma lista, jamais! Ir ao mercado sem se planejar fará você comprar aquilo que não precisa e deixar de comprar o que é necessário. Antes de ir ao mercado visite o local onde você guarda suas mercadorias, anote o que tem e o que será preciso repor, você irá observar que alguns itens ainda estarão lá, alguns estarão vencidos ou próximo da data de validade. Comprar é uma arte, veja aqui algumas dicas:

  • Nunca vá as compras com fome; você irá comprar mais que o necessário;
  • Sempre prefira os primeiros horários, os mercados costumam estar mais vazios, mercadorias como frutas e verduras mais frescas;
  • Não vá com pressa, pois não irá observar produtos semelhantes e preços;
  • Faça pesquisa, muitos tem o habito de comprar por comodidade, seja porque o mercado é próximo de sua residencia, por ser de amigos ou conhecer alguém na empresa;
  • E sempre, sempre leve a sua lista, e siga ela!

Somente hoje, Aproveite!

Promoções são atitudes pensadas, estudadas e nada é por acaso, na pesquisa 64,7% das mulheres entrevistadas, o que mais influencia no momento da compra são as promoções, seguidas pela atratividade dos preços, com 53%, e facilidades na forma de pagamento, 34,3%.

Quando você estiver diante de uma promoção imperdível, traga a sua mente seus valores, seu propósito e sua missão com seu orçamento. Nem tudo que queremos é necessário, compras por impulso é um grande inimigo dos orçamentos, eles causam problemas sérios, estejam atentos! Nunca encare a promoção como a última oportunidade do mundo, acredite outras promoções virão, como diz meu irmão “Não Temas”.

Essas compras geralmente vem acompanhado de um sentimento extra, o remorso, transforme esse sentimento em arrependimento é não torne a fazer.

Você usa Cartão de crédito ou o limite do cheque especial?

Esteja atento a essa prática, não confunda limite do cartão e do limite com sua renda, não ultrapasse jamais esse limite, pois em se tratando de juros eles são medalha de ouro, os juros podem ultrapassar 400% ao ano, isso é muita coisa, meu conselho é não precisa se desfazer do cartão, ele continua sendo uma ferramenta muito útil, se você usar ele de forma consciente, você tem prazos estendidos, facilidade em manter o preço a vista e poder parcelar, ao ingressar em um programa de milhagem poderá retornar parte do valor em benefícios como viagens por exemplo.

Agora se você não consegue usá-lo dessa forma, então descarte pois esse tipo de divida cresce a cada dia, podendo se tornar impagável e isso poderá fazer muito mal ao seu orçamento.

 

Enfim, reconheça!

Quando falamos desse assunto que todos quem uma solução mas poucos se aplicam para que a mudança aconteça mesmo, precisa de disciplina e muito empenho, pois são anos vivendo uma vida sem controle, sempre apagando incêndios repentinos que resolvem algumas dividas, mas acaba colocando em outras, não existe formula mágica, mas sim muito trabalho e dedicação.

Olhe para seu conjugue como alguém que assim como você precisa de ajuda, e seu papel é ajuda-lo. É fato que precisa reconhecer o esforço que cada um faz, seja o que trabalha fora para trazer os recursos, como aquela que fica em casa cuidando da casa, dos filhos e de você, todos exercem um papel importantíssimo e precisam de ser respeitados em suas funções. quando isso ocorre, logo o resultado vem e essas discussões irão ter fim!

Acredite que seu relacionamento não tem preço.

Se você gostou do tema comente, isso é muito importante para mim.

Participe de nosso grupo de discussão no Facebook clicando aqui, lá podemos conversar sobre esses assunto, e se quiser receber nosso conteúdo ou participar de nossas palestras deixe seu email aqui:

[epico_capture_sc id=”98″]

Mailson Müller Brandão Mailson

ABOUT THE AUTHOR

Mailson Müller Brandão Mailson
Mailson Brandão é Pastor, coach em inteligencia multifocal. Sim! Você pode e merece ter uma vida extraordinária!

Leave A Comment